quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Bom rapaz? Então é gay!


Soube que numa noite dessas umas amigas debateram se ele é gay ou não. Ficou incomodado. Não pela interrogação em si, mas porque seu esforço masculino de entender as mulheres nem era percebido. Na mesa estava uma garota com quem tinha tido um affair.

― Mas eu disse que não. O tempo todo te defendi, disse que você não é gay! ― ela relatou.

― É que você é um sujeito romântico e sensível. Gosta de poesia... ― tentou explicar a outra amiga.

Ele não compreendia. As mulheres vivem reclamando a falta de homens maduros e responsáveis, ululam que nenhum presta. Oras, quando o camarada trata-as com empatia e respeito, cogitam logo que é homo.

Desfez-se de Quintana, Drummond e Neruda, passou a cuspir no chão e a coçar o saco em público:

― Bonzinho é o caralho! Mulher gosta é de cafajeste! Gosta do cara que a sacaneia, a rebaixa, a despreza. Isto de tentar entendê-las só nos confunde mais ainda. E, pelo jeito, confunde a elas também.

2 comentários:

Soraya Barreto disse...

Infelizmente uma verdade recorrente! Bem colocado...Beijo

Alex Gruba disse...

http://www.youtube.com/watch?v=XZnhuOEUFXA&feature=player_embedded

agora, eu já não tinha comentado isso aqui antes?