sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Meninas feias, mulheres lindas


Sempre que mostravam a ele uma miúda bonita, era taxativo:

― Isto é fogo de palha, pá! A beleza tem prazo de validade na criança. Ela não será assim quando crescer. Com 6, 7, 8 anos a menina pode ser uma princesa, pode ser uma Brooke Shields de chuquinhas, mas o que importa mesmo é a partir dos 18, 19, 20 anos.

De tão estóico, irritava. Mas tinha lá suas razões. Das amigas de infância, as mais feias tornaram-se as mais cobiçadas pelos barbados. Dava-se o oposto com as bonitas. Lívia, prima de Pedro, era maravilhosa aos 13, de arrancar suspiros e imaginações férteis dos garotos de sua idade. Entre eles, ele.

Reencontrou-a 15 anos depois. Lívia transmutara-se numa mulher normal. Pior que normal – ordinária. Seu charme sucumbira ao tempo. O auge da pequena foi antes da primeira menstruação.

Nenhum comentário: