segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Zapeando


― Por que você não para com este controle remoto? Assiste alguma coisa, oras! Nunca vi! ― ela se irritava constantemente com a atitude dele diante da TV.

― Não sabe que todo homem é assim, Mari? Nenhum homem consegue ficar no mesmo canal sem antes ver o que está rolando nos demais. Duas, três vezes. A não ser que seja futebol ou sacanagem...

― É, vocês são a mesma coisa com as mulheres.

― O quê?! Como assim?!

― Nunca se contentam com a primeira. Nem com a segunda. Estão sempre inquietos para ver a próxima, a próxima, a próxima. Quanto mais opções, mais voltas dão até encontrar algo que prenda a atenção por 30, 40 minutos. Depois recomeça a caça. A mulher não: é fiel a um programa e capaz de ficar a tarde toda na companhia dele, sem mudar.

― Não fala assim, pô!

― Ah, vai dizer que é mentira? Vai dizer que não é isso que acontece?

― Acontecer, acontece. Mas agora fiquei com pena dos caras que não têm TV a cabo.

Nenhum comentário: